sábado, 25 de setembro de 2010

A Caminho do Pacífico- Carretera Panam e Balneário de Tortugas- Parcial total- 6.342 Km rodados

Saída do Equador                                    
                                                            Fazendo amizades

                                                                    Carretera Panan
                                               Policiais camaradas 








                           Mike e George-Ingleses no Mercosul

                                          Deserto na Panam
                                 Balneário de Tortugas






















Cruzamos a fronteira para o Peru, voltando a passar por aquele transito caótico, onde as ruas das cidades não tem sinais nem leis , somente quem buzina mais forte e rápido leva vantagem. mas o povo é amistoso e nos respeitam.Mas fazemos por onde. Nas paradas, quando aglomeram as pessoas para observar as motos, distribuimos adesivos da expedição e da Motostreet. Eles colocam em seus carros e motos e ficam a vontade conosco. Chegamos ao pacífico pela panam e depois de 580 Km fomos dormir em Trujjilo. Voltamos a Chan Chan e na próxima postagem, publicarei uma galeria de fotos inéditas, já que na primeira passagem, nossa visita foi rápida porque estavamos atrasados com o roteiro. Acordamos cedo e partimos para Lima.Encontramos 2 ingleses que mandaram as motos de avião de Londres para Quito e seguiam para Buenos Aires. Dei muitas dicas para eles, e os fiz economizarem 1200 Km, pois no roteiro deles tinham que descer até Santiago, e desenhei em seu mapa o caminho do Atacama, por Salta, Corrientes , Santa Fé e Buenos Aires. Ficaram bastante agradecidos e nos despedimos. A comunidade de motociclistas nas estradas é uma tribo extremamente solidária e não existe credo, raça, nacionalidade , nada. Somente o vocabulário aventura sobre 2 rodas. Só quem já conviveu e presenciou sabe disso. A relação é completamente amistosa e só rola colaboração. Ninguem é melhor que o outro, nenhuma  moto é mais possante que a outra e nenhum caminho é melhor ou pior que o outro. Todo roteiro é valorizado. E todos estamos prontos ajudar os motoaventureiros.
Enfrentando os ventos fortes da panam, entramos no Balneário de Tortugas, a 250 km da capital Lima . Parecia cidade fantasma, pois era fora de temporada. Mar de uma beleza ímpar, em janeiro lota de peruanos da capital à procura de sombra e água fresca. Sacamos algumas fotos e enrolamos o cabo até Lima. Chegamos no final da tarde, transito inacreditavelmente confuso. Ninguel te cede espaço, e se bobear , passam por cima. Fomos para BMW, deixamos as motos para revisão e fomos para o Hotel. Ligamos para a outra parte da kambada, Leo, Fernando e David, e eles já estavam em Nasca, fazendo o roteiro turisticos das linhas. Vão mandar material para publicar.
A aventura está em seu final e pedi a todos os companheiros que façam um depoimento desta fantástica aventura. Postarei quando mandarem.

3 comentários:

elcio disse...

Amigo Marcelo,
Ainda estou na garupa e curtindo a volta também. Gostei muito das fotos das últimas postagens, principalmente daquelas em que aparecem outros motociclistas em viagem semelhante. Isso mostra que nosso continente também é destino especial.
Um abraço,
Élcio Leite

Alex Palhares disse...

Caro Leitor deste Blog,
Percebi que uma aventura dessas não é qualquer motocicleta que "aguennnta" fazer este trajeto.
Vc motociclista que pensa fazer este projeto deveria ler este Blog desde o início e se vc entende de moto vão perceber nas FOTOS as estradas o clima e etc...
Não desmerecendo as outras motocicletas.
Na minha opnião só BMW1200, KTM e BRAÇO...
E o companherismo supera tudo.
Tô ligado!
Abraço a todos...

Alex Palhares disse...

Caro Leitor deste Blog,
Percebi que uma aventura dessas não é qualquer motocicleta que "aguennnta" fazer este trajeto.
Vc motociclista que pensa fazer este projeto deveria ler este Blog desde o início e se vc entende de moto vão perceber nas FOTOS as estradas o clima e etc...
Não desmerecendo as outras motocicletas.
Na minha opnião só BMW1200, KTM e BRAÇO...
E o companherismo supera tudo.
Tô ligado!
Abraço a todos...